Treino Funcional na Terceira Idade

Exercícios melhoram a força e o equilíbrio e garantem o preparo físico para manter uma vida saudável

Os brasileiros estão envelhecendo. Só em 2015, segundo a Organização Mundial da Saúde, 23 milhões de pessoas tinham mais de 60 anos de idade, isso representa 12,5% da população. E para os próximos anos os idosos devem chegar ao posto de 64 milhões de habitantes.

Mas, será que é possível envelhecer com saúde e qualidade de vida? A resposta é sim, através do treino funcional dá.

Essa modalidade de atividade física foca nos movimentos naturais do dia-a-dia, como pular, correr, puxar, agachar, girar ou empurrar, assim o aluno terá mais força, equilíbrio, flexibilidade, resistência, agilidade e condicionamento.

E mais do que saúde, o treino funcional proporciona ao idoso a capacidade de realizar as suas próprias atividades de rotina, sem sofrer as tão temidas limitações da idade. Toda atividade deve ser focada no objetivo do aluno e nos seus obstáculos. Com a prática frequente do treino funcional ele vai chegar a todos os benefícios que a modalidade oferece.

Para gerar mais equilíbrio, o preparador físico explica que é preciso focar em atividades com postura unipodal, que são aquelas em que a pessoa tem que se concentrar em um dos lados do corpo, como fazer uma atividade com uma das pernas levantadas e depois inverter a perna de apoio.

O fortalecimento do coração e dos pulmões tem relação com as atividades aeróbicas propostas durante o circuito de treino.

Quando o objetivo é dar mais resistência manter uma sequência de caminhadas ou de subida de escadas é o mais indicado. Sempre respeitando o limite de cada aluno e tendo o tempo certo para descanso. Com o passar das aulas o idoso não vai sentir mais aquela sensação de cansaço ou a dificuldade em erguer os pés quando tiver que subir uma escada na sua casa, por exemplo.

Também é possível ter mais força nessa fase da vida já que tirar o lixo ou mesmo carregar uma compra leve não é uma tarefa fácil para alguns. Começamos com levantamento simples, com a pessoa sentada, se for o caso. Depois passamos para fases mais complexas, como erguer um objeto sobre a cabeça.

Para chegar ao objetivo desejado, aconselhamos realizar a atividade entre três a quatro vezes na semana. Desta forma dá para proporcionar uma qualidade para se viver de forma independente.

FIT BODY PILATES - Clínica de Limpeza de Pele e Tratamentos Estéticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *