Saiba a Diferença entre Vasinhos, Microvarizes e Varizes e veja qual tratamento é indicado

Saiba a Diferença entre Vasinhos, Microvarizes e Varizes e veja qual tratamento é indicado

As microvarizes e os vasinhos podem ser tratados em sessões de escleroterapia; varizes precisam de cirurgia

A insuficiência venosa se manifesta em diferentes graus e comprometimento estético, entre elas as varizes, microvarizes e os vasinhos. Com essa variedade, quem sofre do problema se confunde sobre como procurar o tratamento adequado para o problema.
As microvarizes e vasinhos, por exemplo, podem ser tratadas com sessões de escleroterapia, conhecida como “queimar vasinhos” feito por dermatologista ou biomédico, enquanto as varizes por serem mais graves e com risco de complicações precisam ser tratadas por um cirurgião vascular. Entenda quais são as diferenças e o tratamento indicado para cada caso.

MICROVARIZES E VASINHOS
As microvarizes são pequenos vasos dilatados, tortuosos, situados abaixo da pele, na gordura dos membros inferiores. Têm dimensões entre 2 e 5 mm, sendo de calibre intermediário entre as varizes e vasinhos (telangiectasias). Geralmente, não apresentam sintomas, mas são anti-estéticas.

Já os vasinhos ou varicoses (telangiectasias) são os vasos cutâneos visíveis que medem de 0,1 a 1 mm de diâmetro. Eles podem são formados por linhas avermelhadas ou com um aspecto roxo e elevado, como cachos de uva, mas podem ser tratados esteticamente, pois não oferecem riscos à saúde.

Tratamento: os vasinhos e as microvarizes podem ser tratados com sessões de escleroterapia, também conhecida como “aplicação” ou por “queimas vasinhos”. No procedimento, um líquido, espuma, laser ou termocoagulador é injetado ou aplicado sobre a veia, causando uma alteração nas células do vaso fechando-o.
O laser funciona apenas em um comprimento de onda, ou seja, quando atinge a hemoglogina, aumenta a temperatura local, a ponto de ebulição, fechando o vaso por causa do calor.

VARIZES

Varizes se caracterizam pelas veias dilatadas, alongadas e tortuosas, mais notadas por serem elevadas em relação à superfície da pele e também poder estarem associadas a outros sintomas como dor, cansaço e problemas de circulação no paciente.
As varizes quando não tratadas podem evoluir para um caso mais grave, a trombose. Neste caso, o tratamento é feito com acompanhamento com cirurgião vascular e pode incluir a realização de cirurgia, além de outras recomendações feitas pelo médico.

FIT BODY PILATES - Clínica de Limpeza de Pele e Tratamentos Estéticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *