Pilates Contra a Dor nas Costas

Saiba em quais situações a prática desse tipo de exercício poderá te ajudar

Quem nunca sentiu uma dor nas costas que atire a primeira pedra. Pois é, o problema realmente é mais comum do que muita gente gostaria de imaginar.

A dor nas costas pode ter diferentes motivos, pode ser por lesão, trauma ou desgaste das vértebras, porém existe uma mesma indicação para resolver tudo isso: o Pilates. A técnica age tanto trazendo alívio no desconforto quanto fortalecendo a região. Os exercícios são personalizados de acordo com o diagnóstico de cada paciente. O Pilates pode ser feito por qualquer pessoa, em qualquer idade, já que devido a essas adaptações ele não apresenta nenhum risco.

Confira abaixo os principais incômodos na coluna e como o Pilates irá ajudar:

Hérnias
A hérnia surge basicamente por dois problemas: um é pela pressão exercida pelos discos e o outro pela fraqueza do anel fibroso. A causa está ligada a degeneração natural do envelhecimento ou decorrente de traumas, lesões e má postura.

A hérnia é chamada de disco cervical quando atinge a região do pescoço. A dor pode levar ao formigamento e fraqueza até dos músculos do braço. Já quando o problema afeta as vértebras, ela é conhecida como hérnia de disco lombar e se erradia para as pernas. O Pilates atua em qualquer um desses dois tipos de hérnias. Ele melhora o sintoma e evita a reincidência da dor e caso o problema esteja no começo ele vai relaxar o corpo para prevenir seu avanço. O objetivo é fortalecer a região do quadril e aliviar o desconforto das costas, o aluno que sofre de hérnia de disco terá sua aula programada e irá fazer as atividades de acordo com os exames e suas necessidade. Assim, dependendo da localização da hérnia do aluno, o professor prioriza exercícios específicos e elimina do programa aqueles que possam causar qualquer desconforto ao aluno.

Escoliose
A escoliose é uma deformidade conhecida por formar um C ou S na coluna. Essa alteração piora a flexibilidade e é seguida de um quadro de dor, principalmente por quem fica muito tempo sentado. O Pilates vai corrigir a curvatura da coluna, fortalecer e alongar a região. Um dos exercícios que indicamos nesse caso é a torção da coluna. Sentado e com a coluna ereta, pelve e coluna neutras. Pernas estendidas e aduzidas, tornozelos em dorsiflexão. Braços estendidos para os lados, com as palmas das mãos voltadas para baixo, escápulas estabilizadas.

Exercício
Para preparar, inspire… EXPIRE por 3 contagens, fazendo a rotação da coluna. Faça a rotação máxima na primeira respiração, alongando e aumentando a rotação com as próximas duas respirações. Retorne ligeiramente entre as respirações. INSPIRE alongue e retorne ao centro. Repita para o outro lado. Complete 3-5 repetições de cada lado. “Obs: É importante orientar o aluno a limitar a amplitude do movimento de rotação de acordo com o lado mais restrito”, explica a especialista.

Cifose
A cifose é outro problema que tem incomodado e muito os pacientes com dores na coluna. Ele é popularmente conhecido por deixar a coluna corcunda e assim como nos demais casos o Pilates é um dos exercícios indicados por especialistas. É importante fortalecer a parte superior das costas e os músculos abdominais. Como o Pilates é uma modalidade que trabalha as compensações no corpo, podemos utilizar a técnica para fortalecer determinadas musculaturas para que o corpo fique em equilíbrio e restabeleça seu centro de gravidade. Com os exercícios corretos para fortalecimento de toda a região posterior, é possível que essa má postura seja melhorada.

Lombalgia
Já a lombalgia é um problema que afeta até 80% da população global. Ele pode aparecer por vícios posturais, desequilíbrio muscular ou distúrbios da coluna. Para aliviar o desconforto, Gabriela sugere o seguinte exercício. Deitado sobre um colchonete, apoiar as mãos embaixo das costas, na região lombar, e com os joelhos unidos e flexionados realizar movimentos de abdominal, aproximando os joelhos do peito.

Alongar cadeia lateral: sentado em uma cadeira elevar o braço direito entendido na direção do teto e inclinar o tronco para o lado esquerdo, depois repetir para o outro lado.

Como explicamos, o tipo de exercício vai depender do que desencadeia a dor, mas sempre é possível tratar através do Pilates.

FIT BODY PILATES - Clínica de Limpeza de Pele e Tratamentos Estéticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *