COMBATA A DOR NA LOMBAR COM O PILATES

Técnica ajuda a fortalecer a região muscular da coluna e melhora o alinhamento postural

A dor lombar é um incômodo para qualquer pessoa e pode ser proveniente de diferentes causas como: fatores hereditários, traumas de repetição no trabalho e no esporte, tabagismo, idade avançada e, principalmente, má postura no dia a dia. Para minimizar os sintomas da doença que se apresentam como dores no ombro, formigamento nos pés ou nas mãos, dormência nos braços ou nas pernas, diminuição de força e atrofia de musculatura, a aquisição da prática de exercícios físicos é essencial. Um deles é o pilates.
Criada pelo alemão Joseph H. Pilates na década de 20, a técnica trabalha diversos grupos musculares ao mesmo tempo a fim de fortalecer os músculos posturais e articulares prevenindo, desta forma, as lesões.

O pilates ajuda a desenvolver uma consciência corporal. Com isso, trabalha o equilíbrio, a coordenação, a concentração e a força muscular, melhorando o condicionamento físico e contribuindo para um desenvolvimento postural mais alinhado.

A técnica também traz inúmeros benefícios terapêuticos tais como a redução do estresse fazendo você se sentir mais leve e relaxado, aumento da concentração, melhora da qualidade de sono e mais disposição no dia a dia de quem pratica.

Para quem tem dores na região lombar, o pilates proporciona uma maior flexibilidade, equilibra os grupos musculares antagonistas e melhora as articulações deixando-as menos rígidas.

Embora o foco da prática seja uma melhora no condicionamento e equilíbrio musculares, o pilates também contribui na manutenção do peso.

A técnica aliada a uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras legumes e sementes ajuda significativamente na eliminação de peso. Para isso, o ideal é que ele seja combinado com atividades cardiovasculares como corrida e ciclismo. Os benefícios podem ser notados desde as primeiras aulas e percebidos visualmente depois de 10 a 15 aulas.

FIT BODY PILATES - Clínica de Limpeza de Pele e Tratamentos Estéticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *